Cantinhos verdes dão vida num ambiente não é mesmo? As vezes é difícil encontrar espaço para colocar plantinhas na nossa casa, principalmente quando se trata de apartamentos. Por isso hoje decidimos te ajudar com TUDO o que você precisa saber para fazer um Jardim vertical no seu apê, você confere agora no blog Lyx.

Plantas ideais para apartamentos e jardim vertical

É preciso se atentar a alguns pontos quando se trata de plantas em apartamento: iluminação, rega, espécie…

Por isso trouxemos aqui algumas opções de plantas para apartamento e todos os detalhes que você precisa se atentar antes de trazer o verde para o seu apartamento:

  1. Lança de São Jorge e Espada de São Jorge: Essas duas opções são diferentes e de tamanhos diferentes, mas os cuidados são praticamente os mesmos. São plantinhas que vivem bem com pouca luminosidade e são muito resistentes. A rega pode ser feita em até duas vezes por semana, e que ela fique em luz indireta.
  2. Zamioculta: é uma planta simples e de fácil cuidado. A rega dela deve ser feita em torno de uma vez por semana, mas por ser uma plantinha resistente, caso você esqueça, ela não vai morrer tão rápido quanto outras plantas, inclusive, ela se dá muito bem em ambientes com pouca luz, e tende a morrer com luz direta. É interessante coloca-la no banheiro por exemplo. Se atente se você tem animais ou crianças, pois é uma planta tóxica, e pode ser prejudicial.
  3. Jiboia: fica linda e é perfeita para um jardim vertical! É de fácil cuidado e pode ficar em vários tipos de ambientes, ela pode inclusive se adaptar a pegar sol diretamente, mas o ideal é que ela pegue uma quantidade razoável de claridade por uma boa parte do dia, mas não diretamente. Precisa de uma rega constante, pois gosta de solo sempre úmido (mas não encharcado rsrs), você pode regá-la de 3 a 4 vezes por semana.
  4. Filodendro / Jiboia Brasil: é uma planta muito bonita com tons diferentes e bem marcados, fica super interessante adicionar na decoração. Parecida com a Jiboia, mas os cuidados são diferentes. Não pode em hipótese alguma pegar sol diretamente pois ela pode queimar com muita facilidade. A rega deve ser feita apenas quando a terra estiver seca. E se aparecerem algumas folhas amarelas, arranque e se atente mais à rega, pois provavelmente o solo deve estar úmido demais.
  5. Pacová: se adapta muito bem em ambientes sem muita luz. É uma planta imprevisível, então ela pode ser de vários tamanhos, pode ser pequena ou bem grande, dependendo do ambiente e espaço em que você vai coloca-la, você pode optar por tamanhos diferentes. É uma planta que gosta de solo úmido, então a rega deve ser constante, de 4 a 5 vezes na semana. É sempre bom colocar a mão na terra e checar a umidade do solo.
  6. Hera: também é ótima para um jardim vertical, pode crescer até aproximadamente 12 metros de comprimentos e é parecida com uma trepadeira. A hera não gosta de solos encharcados e é de difícil recuperação, então só regue quando o solo estiver seco. Ela se adapta em vários tipos de ambientes, ela pode ficar tanto em meia sombra quanto em sol direto. Mas se atente se você tem pets ou crianças também, pois pode ser tóxica.
  7. Samambaia: a queridinha dos amantes de plantas. É uma planta que fica perfeita na decoração, mas a rega dela deve ser diária, se atente muito pois é de difícil recuperação. Para que a sua samambaia fique bem bonita e viçosa, evite que as folhas entrem em contato com qualquer objeto, inclusive paredes, é interessante deixa-la pendurada. Se ela tiver qualquer tipo de contato ela pode queimar e a folha ficar amarelada. É uma plantinha que gosta de luz, então é interessante você posicioná-la perto de uma janela.
  8. Marantas: é uma plantinha que transforma o ambiente pois ela tem folhas estampadas, e fica lindo na decoração. Existem espécies diferentes de Marantas, mas os cuidados são similares. Se dão bem em ambientes que não pegam muito sol, se expostas ao sol podem queimar. A rega deve ser sempre que o solo estiver seco, normalmente 2 vezes por semana.
  9. Renda Francesa: é uma espécie de samambaia e fica linda em ambientes altos. É muito resistente e chega a viver até 20 anos. A rega deve ser diária e não gosta de exposição ao sol, pode ficar em meia luz.
  10. Costela de Adão: é a plantinha do momento. É interessante para quem tem ambientes menores que compre uma muda, pois ela pode ficar bem grande com o tempo. É uma planta de meia sombra ou meia luz, como elas normalmente se fixam em árvores, elas não gostam de sol direto. Ela gosta muito de umidade, mas não de solo muito encharcado, fique atento ao solo, regue quando o solo estiver seco, a rega pode ser uma vez por semana, mas as folhas podem ser borrifadas com frequência. É uma planta tóxica então se atente aos pets e crianças.
  11. Monstera Obliqua X Adansonii: é um outro tipo de costela de adão, mas é bem menor, então quando a planta já estiver desenvolvida ela ocupará bem menos espaço que a Costela de adão já desenvolvida. Os cuidados são bem parecidos com a Costela de Adão, ela se adapta bem à meia sombra e meia luz também, mas não luz direta, se atente a esses cuidados. Rega pode ser feita de 1 a 2 vezes por semana, rega somente quando o solo estiver seco, e você pode borrifar as folhas, e lembre-se de não encharcar o solo.
  12. Suculentas e Cactos: são conhecidas como plantas de pouca manutenção e tem folhas mais rechonchudas por armazenarem água nas folhas. Precisam de muita luz solar e que gostam de iluminação direta, mas podem sofrer queimaduras se forem expostas ao sol do meio dia frequentemente por exemplo. Excesso de água pode matar sua plantinha, então você pode regá-la com o solo encharcado e regá-la novamente somente quando o solo está completamente seco.

Clique aqui e confira o post que fizemos sobre como cuidar de plantinhas em apartamento.

Você pode conferir várias dicas de plantas em decoração no Canal da Marieli Mallmann. Tem vários vídeos sobre tipos específicos de plantas e seus cuidados.

Opções de Jardim Vertical

jardim vertical em apartamentos

É sempre interessante trazer o verde pra dentro de casa, mas quando não temos espaço na horizontal, nós apelamos para a vertical, que além de otimizar o nosso espaço traz um ar muito moderno! Mas se atente sempre à luminosidade para não prejudicar suas plantinhas.

  • Prateleiras: prateleiras são uma ótima opção para quem quer ocupar pouco espaço. É interessante colocar as plantas maiores e que ocupam mais espaço numa posição mais alta.
  • Macramê: é interessante para algumas plantas como suculentas e lança de são jorge por exemplo, e plantas que cresçam para baixo, como a jiboia e o filodendro.
  • Estantes: são ótimas para decoração no geral para colocar livros, enfeites e você pode adicionar alguns vasinhos para compor a decoração.
  • Quadro verde: é uma técnica diferente de jardim vertical, que nada mais é que um quadro com várias plantinhas, interessante para suculentas, fica bem bonito e super moderno.
  • Caixotes: são interessantes para ambientes externos ou para quem gosta de deixar o ambiente mais rústico. Você pode compor de várias formas e pode ser uma opção bem baratinha.
  • Carrinho de bar: Para as plantinhas que se adaptam à ambientes diferentes é super interessante pois você pode trocá-las de ambiente sem prejudicar a saúde das suas plantas.
  • Pallets: é ótimo para ambientes externos e para montas hortinhas inclusive. Pode ser utilizado de várias formas, até para fazer as paredes verdes sem muito investimento.

Você pode conferir como criar uma hortinha no apartamento clicando aqui.

E aí gostou das dicas? Criamos uma pasta no Pinterest com várias referências de Jardim vertical que você pode usar de inspiração pra criar o seu! Não deixe de nos seguir por lá.

Veja também