É o sonho de qualquer pessoa ter um dinheirinho guardado para poder investir em alguma coisa no futuro. Seja no seu próprio negócio ou na tão sonhada casa própria.

Mas será que é possível guardar dinheiro ganhando pouco? Por mais difícil que pareça é muito possível para quem se planeja! É fundamental termos uma meta bem definida para guardar dinheiro. Seja comprar um imóvel, trocar de carro, fazer uma faculdade, casar, viajar ou até mesmo pensando na aposentadoria, é preciso ter um motivo claro para poupar.

Cleverson Azarias, Professor e Consultor Financeiro MBA Inteligência de Negócios da Universidade Federal do Paraná Administração de Empresas, deu algumas dicas essenciais para você que deseja guardar dinheiro:

1- TENHA METAS DEFINIDAS

Para iniciar, crie metas simples e também de curto prazo, para você trabalhar sua mentalidade para outras metas ainda maiores. Por exemplo: comprar uma roupa ou um calçado com pagamento à vista. Planeje fazer esta compra em 2 meses e guarde dinheiro para isso, ao comprar a roupa você se sentirá bem e vai provar da recompensa de ter se empenhado para poupar e alcançar a sua meta.

2- SAIBA QUANTO GUARDAR

Primeiramente você tem que entender que não se guarda dinheiro apenas do que sobra do seu orçamento do mês, é preciso priorizar a poupança como se fosse uma conta que você tem a obrigação de todos os meses honrar com ela, assim como um pagamento de prestação de carro, aluguel, etc. Ao receber seu salário, a primeira coisa que você deve fazer é separar o valor a ser investido. Sugiro iniciar separando em torno de 5% ou 10% para que não haja impacto significativo no seu orçamento.

À medida que guardar se tornar um hábito você pode ir ajustando os valores de acordo com a sua meta e possibilidades. Você pode estar pensando: “Mas eu recebo tão pouco”, minha resposta é, comece! Comece a poupar, não importa quão pouco pareça, acredite que é uma mudança que trará grandes benefícios. Mude seu padrão de consumo e se adapte.

O que você pode mudar hoje na sua rotina e nas suas opções de consumo para começar a poupar? Muitas vezes pensamos que mudar padrão de consumo vai nos privar de momentos de diversão e alegria com nossos familiares e amigos, não pense nisso, mudar padrão de consumo é você tomar decisões quando se trata de gastar de forma mais consciente.

Também sugiro a fazer e seguir um orçamento doméstico. Ao anotar todos nossos gastos do mês em uma folha simples de papel, percebemos que boa parte do nosso salário “vai embora” com gastos que nem precisávamos fazer, sendo que este dinheiro poderia estar “trabalhando” para você em algum investimento.

3. INVESTIR OU COLOCAR NA POUPANÇA

A poupança é a forma mais fácil para uma pessoa começar a guardar dinheiro. A maioria dos bancos disponibiliza uma conta poupança vinculada a conta-corrente para seus clientes, com uma simples transferência seu dinheiro já está reservado. Porém, pensando em fazer esse dinheiro render, definitivamente a poupança não é um bom investimento, pois o rendimento anual dela é menor do que a inflação, ou seja, um mil reais aplicados hoje, não tem o mesmo poder de compra daqui a um ano se você deixar guardado na poupança. Claro que o dinheiro vai render, mas o rendimento não acompanha a inflação, então você acaba perdendo poder de compra deste dinheiro investido.

Este cenário pode mudar de acordo com definições políticas monetárias. Existem nos mercados vários tipos de investimentos disponíveis para todo perfil de pessoas. Para quem está iniciando sugiro os títulos públicos federais, são títulos disponibilizados pelo governo com um baixo risco, onde você investe a partir de R$30,00 e tem uma data definida para você resgatar o dinheiro, o rendimento deste investimento costuma ser maior do que o da poupança. Além dos títulos públicos federais, temos também CDB’s, fundos de investimentos, ações, etc O que diferencia são os riscos e o valor de investimento inicial.

Procure seu banco de confiança, ou até mesmo uma corretora de valores e se informe sobre todas as opções. Cada pessoa tem um perfil de investimento, alguns buscam investimentos mais arriscados em troca de retornos mais atraentes, outros buscam investimentos mais conservadores para assim amenizar os riscos de perda.

Garanto que com essas dicas ficou bem fácil guardar dinheiro, né? Comenta aqui o que você achou dessa matéria!

Até a próxima!

[contact-form-7 404 "Not Found"]

Veja também